quarta-feira, 30 de março de 2016

Resenha: Feitiço - Série Encantadas #2

Nome: Feitiço
Autor: Sarah pinborough
Gênero: Fantasia
Editora: Única (editora gente)
Número de Páginas: 223

Feitiço é a continuação de Veneno e consegue ser melhor que o primeiro livro da saga encantadas. Dessa vez focado na Cinderela, consegue provar que dá sim pra fazer a releitura de diversas formas e que as versões originais nem sempre são as melhores.

Filha de um guarda – livro pobre, a bela Cinderela, mora com o pai a madrasta e uma das meias irmãs. Ela também limpa a casa e as vezes é deixada meio de lado – principalmente quando o assunto é quem vai pros bailes ou não.
Mas diferente da Cinderela que já conhecemos, essa é invejosa, mimada e sempre consegue ter seus caprichos atendidos. Ela não é má. Quando erra, nota - mesmo que demore - e tenta dar um jeito depois. Mas se pensasse um pouco menos em beleza e príncipes e danças teria notado a família maravilhosa que tinha. Pois é, nada de madrasta má – só na menopausa. E nada de irmã chata, na verdade, Rose é bem inteligente, determinada e se mostra mais amiga do que a Cinderela merece em certos momentos. A única diferença entre as irmãs é que Rose tem sangue real e Cinderela não.
E quando o baile onde o príncipe deve escolher sua noiva é anunciado, a inveja de Cinderela chega a um nível tão grande que ela mal nota a confusão que está causando. Nada de fada madrinha de azul. Nada de ratinhos que sabem costurar (apesar de que a nossa princesa tem uma ajuda mais interessante - em vários sentidos - de um certo ladrão que rouba dos ricos para doar aos pobres). Nada de cachorro que vira cocheiro.
O mais legal é ver como a história se conecta com a da Branca de neve e sem perder o sentido. É tão natural que você chega a se perguntar por que ninguém pensou naquilo antes.
Li em um dia. De novo: a escrita é divertida e bem leve, desses livros que não são complicados e simplesmente te mantém lendo sem nenhuma preocupação.
Amei o final – apesar de achar que o príncipe se saiu melhor do que deveria. O desfecho da história da Branca de neve e da Cinderela não podiam ter sido melhores – e mais inusitados. Amei o epílogo e fiquei boba como mesmo sendo diferente do clássico da Disney ou de OUAT, no final o amor verdadeiro ainda é a mais forte e verdadeira magia – e dá pra ser história de princesa se não for assim?

Mal posso esperar pelo próximo livro. 

Vocês já leram algum livro da série encantadas? Conta o que achou aqui nos comentários! :)