quarta-feira, 6 de abril de 2016

Resenha: Poder - Série Encantadas #3

Nome: Poder
Autor:  Sarah pinborough
Gênero: Fantasia
Editora: Única (editora gente)
Número de Páginas: 211

Poder é o último livro da saga encantadas, mas não é a continuação de feitiço. A história conta o que acontece antes de veneno e sacia a curiosidade de certos detalhes deixados em aberto nos dois primeiros livros da saga.

Em um reino muito rico e distante, o rei e a rainha decidem que seu filho precisa de uma aventura para amadurecer e se tornar digno de ser rei um dia. Com vontade de se tornar herói, o príncipe sai para encontrar um reino adormecido cheio de riquezas. Mas não sai sozinho, como guia (ou protetor) o rei ordena que o caçador o acompanhe. E é nessa aventura que busca um reino que deveria só existir em lendas que os dois (príncipe e caçador) se conhecem, e passam a não serem tão amigos assim.
É maravilhosamente bem feito o entrelaçamento entre os contos. E as releituras diferentes mesmo para os fãs de OUAT, agradam pela criatividade.
Dessa vez tendo como fundo uma mistura de bela adormecida com a bela e a fera – sim juntas e, de novo, muito bem misturadas. Tem um grande destaque também a chapeuzinho vermelho, que aqui tem o nome de Petra. Ela acompanha os dois a floresta para descobrir qual o motivo de sentir uma ligação tão forte com o lugar. Rumpelstiltskin também aparece com seu jeito negociador, mas dessa vez do lado do bem (será? To causando duvida pra não dar spoiler).
Seguindo o exemplo dos outros dois, a autora não decepciona na sua forma de reapresentar os personagens que já são mais que conhecidos. A parte “bela e a fera” do livro é surpreendente. Sério, NÃO dá pra imaginar. Já a parte fofa fica por conta da Petra e o porquê de ela ter uma ligação com a floresta. Continuo amando o caçador, totalmente rustico e inteligente. O príncipe é mimado e, de novo, acabou melhor do que merecia.

Dos três, achei esse o mais parado em questão de revira voltas. Acho que é porque você sabe que eles vão conseguir se dar bem no final - já que estão nos outros dois livros. Não é uma saga que vá virar fenômeno mundial, mas é boa, muito bem escrita e leve de ler. Uma ótima pedida para aqueles que se achavam velhos demais para contos de fada. 

O que acharam da resenha? Deixa sua opinião aqui nos comentários! :)